12/10/2010

Quero fazer meu próprio jardim

Esta é uma das primeiras frases que as pessoas dizem, ou pensam, quando começam a projetar sua residência.
Pensam na casa, na cor que vão usar, sonham com a distribuição dos móveis, um banheiro bem bacana, enfim... é uma delícia pensar em casa nova. Mas o coroamento disso tudo, que vem enlaçar a obra e dar aquele toque final invariavelmente culmina no jardim. É ou não é?
E o prazer que temos em dizer: “Foi feito por mim” é o máximo.

Aqui vão algumas dicas básicas para quem vai se aventurar em fazer seu próprio jardim, para não errarem em coisas simples:
1.     Aguarde pelo menos uma boa tempestade sobre o terreno e verifique os pontos de alagamento. Acabe com eles ou evite plantas ali,  para que elas não fiquem atoladas. Neste local faça um dreno.
2.     Estude por algumas semanas a variação das sombras, para não perder tempo e dinheiro colocando plantas que requeiram sol em lugares sombreados ou vice-versa. O nascente e o poente variam de acordo com as estações do ano, sendo que outono e primavera possuem sombras praticamente iguais (em extensão e em posição). No verão as sombras são menos extensas, e no inverno são mais. Essa história de estudar a insolação eu considero como das mais importantes para a escolha da localização das plantas, portanto, tenha paciência ou contrate um paisagista pelo menos para fazer a carta solar do seu terreno. Assim você não vai colocar uma azaléia num local onde ela vai receber sombra justamente na época do ano quando ela deve florir, nem vai plantar uma árvore num local onde ela vai sombrear justamente no inverno, quando você precisa de um solzinho para esquentar.
3.     Estude os ventos. Cada época do ano também tem a direção e força do vento. Os corredores da sua casa ou a inclinação da sua rua também formam colunas de vento forte. Algumas plantas (por exemplo as de caule fino) não aguentam rajadas e se quebram, ou então ficam com as folhas rasgadas e feias (como as helicônias).
4.     Onde ficam os pontos de água? As torneiras, os poços, os registros? Ali por perto plante as que necessitam de regas freqüentes. Nos locais mais difíceis de serem regados deixe as plantas mais rústicas.
5.     Cuidado ao plantar arbustos ou árvores que possuam raízes invasivas. Hoje elas podem ser apenas uma mudinha inofensiva, mas daqui a 4 anos ou mais estarão estourando seus muros, paredes, encanamentos, piscinas, etc.
6.     Procure formar  maciços com várias mudas de uma mesma planta, ao invés de colocar mudinhas aqui ou acolá, pois desse jeito elas nem vão aparecer. Aposte num visual cheio, forte, que chame a atenção e crie um ponto focal no seu jardim.
O mais difícil é alinhar todos esses pontos aos seus desejos, pois muitas vezes você vai querer uma linda planta que viu na outra rua, mas que na sua casa pode não dar certo, simplesmente por causa da sua localização ou direcionamento (norte/sul).
Se não quiser correr o risco de errar,  contrate um técnico paisagista. Ele vai te oferecer um projeto bem estudado e de acordo com os seus sonhos. Com o projeto na mão, você vai poder plantar seu próprio jardim. Se não der pra ser tudo de uma vez, vá aos poucos, conforme sua disponibilidade financeira, mas pelo menos sem medo de errar, porque o projeto já contemplará tudo que você vai precisar para realizar seu sonho e com as suas próprias mãos!
espelho dágua na SQS 308
Um projeto não é apenas um desejo. É um estudo feito por um especialista que estudou no mínimo dois anos sobre o assunto. Além da planta baixa, acompanha um memorial descritivo contendo tudo sobre as plantas escolhidas: as quantidades, os espaçamentos, o tipo e época de adubação de cada uma delas, o modo de podar, como e quando regar. Trata-se, portanto, de um tutorial que vai te ajudar muito, e nesse caso não será dinheiro jogado fora.
Uma imensa paineira...


...e sua delcada  flor


Um abraço e seja muito feliz.
Rose.

Um comentário:

Escrevo o Meu Futuro nas Páginas da Vida! disse...

Gostei muito das dicas.
Começarei com os estudos, depois, mãos à obra. Pra mim não é só economia, é uma terapia, criar meu jardim será recriar o meu mundo!
Obrigada!